quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Untwine: O regresso do sol

As ondas solares originadas pelas ondas do Sol Central, e que estão vindo para nós durante este alinhamento do solstício de inverno têm sido observadas pelos cientistas:


Nos tempos antigos, os solstícios costumavam ser celebrados em festivais que duravam vários dias. O solstício de inverno marca a noite mais longa do ano e, depois disso, os dias começam a ser gradualmente mais longos. Isto pode ser visto como o retorno simbólico do sol, e esta é a verdadeira origem dos feriados celebrados a 24 e 25 de Dezembro. Isto foi simbolicamente celebrado em várias culturas antigas como os aniversários dos deuses solares, por exemplo, o deus egípcio Ra ou o deus hindu-persa Mitra. Este simbolismo do retorno do sol ressoa mais ainda hoje durante o solstício de dezembro com o alinhamento do Sol Central.


Enquanto isso, as forças das trevas há muito tempo que corromperam as culturas de todo o mundo quando inseriram as suas próprias mitologias loucas. Isto é o que está escondido nos rituais generalizados do natal. Os dias em torno do solstício de dezembro marcam igualmente a entrada do signo zodíaco capricórnio, que está associado ao planeta Saturno. Na mitologia das forças das trevas, Saturno é considerado um dos principais deuses do mal, que vem do facto que há muito tempo as forças das trevas abriram fortes portais negativos em Saturno e em suas luas, havendo lá bases estabelecidas, e alguns dos principais filamentos de plasma negativos que foram lá enraizados. Isto distorceu muito a energia emitida por Saturno. Mas Saturno como uma divindade e um planeta não são realmente maus, sua energia real é positiva.

O nome satan vem etimologicamente de Saturno, e santa (n.t.: do Inglês santa claus) vem de satan. Ao longo da história, muitos festivais do solstício foram influenciados a estarem cada vez mais centrados em torno da adoração de uma imagem maligna de Saturno, sendo que os rituais generalizados do natal são os resquícios deste.


Por estas razões, gostaria de recomendar vivamente às pessoas para que tivessem cuidado e que fizessem decisões conscientes acerca dos rituais e cerimónias nos quais participam, e na forma como participam, sendo estes não só celebrados durante as férias de dezembro, mas outros, em outras alturas do ano, assim como outras celebrações artísticas e culturais de qualquer parte do mundo. Lembre-se que os símbolos estão em toda parte. Faça intenções conscientes sobre aquilo que você consente, e quando você decidir usar símbolos sagrados, pesquise primeiro sobre o que eles realmente significam.



Feliz retorno do Sol Central para todos!


Tradução: Rosa de Vénus (arosadevenus@gmail.com)

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Meditação Colectiva do Solstício de Inverno

http://pt.prepareforchange.net/2016/12/20/alinhamento-no-solsticio-de-inverno/

Untwine: Alinhamento no solstício de inverno

O pequeno sempre reflecte o grande, a criação sempre segue padrões repetitivos que se espelham. Dentro de cada corpo de cada ser vivo está um reflexo de todo o Universo. Cada sistema de estrelas, cada galáxia, reflectem esses mesmos padrões.

Cada estrela é um coração, e cada coração é uma estrela. Eles são os centros dos campos de energia de um toro, tanto num corpo humano, como numa galáxia.



Estrelas e corações são portais que se conectam à Fonte, através da qual toda a Luz, toda a força vital, flui para todo o corpo. O coração físico dentro do corpo humano bombeia sangue por todo o corpo. O chakra do coração bombeia energia para toda a aura. O Sol Galáctico Central bombeia Luz e Amor por toda a nossa galáxia.



Isso acontece de forma rítmica: tal como o batimento cardíaco, o Sol Central tem seus batimentos cardíacos que acontecem a cada 25.000 anos. Neste momento, estamos no meio desse batimento cardíaco, que dura mais ou menos 50 anos, de 1975 a 2025. Como consequência, durante este período de tempo, em cada solstício de inverno, o nosso sistema solar fica direccionado em linha recta com o plano galáctico e, portanto, o Sol Central Galáctico. Então, recebemos um flash de energia vinda do Sol Central em todos os solstícios de inverno.


Nós podemos usar isto para nos alinharmos com a Luz, e deixá-la fluir em todo o nosso sistema solar para ajudar a trazer o Evento.

Assim, podemos juntar-nos nesta meditação sincronizada na hora exacta do Solstício de Inverno: 10:44 GMT do dia 21 de dezembro de 2016 (nota do tradutor: 10:44h em Lisboa, 08:44h em Brasília), (10:44 também acontece de ser a referência digital para o famoso número sagrado 144).

Você pode clicar aqui para obter a hora exacta consoante o seu fuso horário local:
http://www.timeanddate.com/worldclock/fixedtime.html?p1=1440&iso=20161221T1044&msg=Winter+Solstice+Meditation&sort=2

Também pode escutar a meditação guiada com voz e música aqui: 



Directrizes:

1. Use a sua própria técnica para levá-lo a um estado relaxado de consciência.

2. Indique a sua intenção de usar esta meditação como uma ferramenta para desencadear o Evento.

3. Visualize um pilar de luz branca brilhante vindo da Fonte, através do Sol Central Galáctico e, em seguida, através do seu chakra estrela da alma e dentro do seu corpo, conectando-se ao centro de Gaia, enquanto canta o mantra OM três vezes. Agora visualize outro pilar de luz branca brilhante subindo do centro de Gaia através de seu corpo e para cima no céu para todos os seres de Luz no nosso Sistema Solar e na nossa galáxia. Vocês agora estão sentados em dois pilares de Luz, a Luz fluindo para cima e para baixo simultaneamente. Mantenham esses pilares de luz activos por alguns minutos.

4. Conecte-se ao chakra estrela da alma de cada Trabalhador da Luz no planeta - chamando os eus superiores dos 144.000 membros da Ordem da Estrela para se activarem e despertarem para as suas respectivas missões.

5. Conecte-se ao chakra estrela da alma de todos os Seres de Luz em nosso sistema solar e galáxia, incluindo os Agartianos, o Comando Ashtar e a Confederação Galáctica, que estão nos enviando tanta Luz, tanta orientação, e tanto suporte energético.

6. Veja este feixe de Luz colectivo expandindo-se para a Rede dea Luz da Terra, ancorando no Coração de Gaia e conectando-se à Luz permanente emanada do núcleo da Terra. Veja esta Luz se espalhando ao longo da grade de energia na superfície da Terra, e depois, veja ela expandindo-se por todo o Sistema Solar.

7. Visualize essa luz dissolvendo todas as emoções e comportamentos negativos, trazendo justiça, veracidade e interacções amorosas entre todas as pessoas que vivem na superfície da Terra.

8.Visualize a Deusa Do Mou descendo através desta coluna de Luz, trazendo a Paz para a Humanidade.

9. Visualize a Divulgação Completa e a libertação de informações completas sobre a presença extraterrestre na Terra através dos meios de comunicação oficiais. Visualize a criação do novo sistema financeiro justo para todos. Visualize o Primeiro Contacto com raças Extraterrestres benevolentes. Visualize o Evento que está acontecendo, finalmente libertando o planeta Terra. Visualize cada ser humano tendo novamente contacto com suas famílias e guias espirituais.


Libertação agora! :)


Fonte: http://recreatingbalance1.blogspot.pt/2016/12/winter-solstice-alignment.html
Tradução: Rosa de Vénus (arosadevenus@gmail.com)

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

A cura das feridas sexuais na mulher

 

Nas palavras de Barry Long: “Faz Amor por Amor, só por Amor. E quando estejas fazendo Amor, não esperes mais nada além desse momento. Se o Amor não for suficiente no teu companheiro, deixa de fazê-lo; não faças Amor”.

Para que a mulher possa ter acesso à energia do seu coração, ela deve primeiro curar o seu ventre, curar a ferida ancestral do feminino que existe practicamente em todas as mulheres encarnadas hoje na Terra. Essa ferida é formada por toda a dor acomulada no inconsciente colectivo da humanidade, derivado dos milhares de anos de repressão e utilização indevida da energia feminina.
Temos que começar por curar o nosso ventre para que a Deusa se possa manifestar. E hoje em dia, o ventre das mulheres encontra-se a nível celular impregnado de feridas causadas por séculos de dominação e desonra da Deusa... Nossas relações sexuais não fazem mais do que agravar essa ferida... Temos que começar a pensar que quem não nos trata com reverência e respeito, não tem direito a entrar dentro de nós.

Ao curar-se, ao toma do seu verdadeiro poder, a mulher está também a ajudar o homem a curar-se, isto vai fazer com que toda a energia que estava bloqueada, através de séculos de encarnações e cuja repercussão nada mais fez que gerar mais dor e insegurança na Terra, se liberte e se desfaça.


O útero é como um refúgio... um ninho... um centro de Energía e Poder... centro de Vida, de supervivência, o lugar da criação e expansão... Uma mandala de Vida... O útero está conectado ao Útero da Terra... a onde floresce toda a Vida que existe neste planeta... que bate ao compasso dos ventre femininos, numa dança creativa e co-criadora. Ali reside o Poder da Energia Feminina... um poder ancestral e místico.

O papel da mulher mudou desde algumas décadas até hoje, há uma maior integração nas mais diversas funções da vida. Anteriormente cabia-lhe apena as funções de mãe, esposa, e em muitos casos, ser submissa, que a obrigava a caminhar atrás do seu companheiro. Actualmente há mais entendimento, maior espiritualidade, descobriu-se que não é necessário competir com nada, sendo inegável que, tanto o homem como a mulher têm missões e acções que são complementares. Há o resurgimento do feminino, que é o Aspecto Feminino de Deus em cada um de nós, porque é necessário afirmar que, além do género, todos temos o Yin e Yang no nosso interior.

Quando a mulher começa a integrar na vida cotidiana a espiritualidade natural, surge um milagre maravilhoso, porque o seu coração se abre e a magia aparece, então, a mulher torna-se una com a Mãe Natureza, com Pachamama. Falamos carinhosamente do retorno da Deusa para explicar ao ser com poder construtivo e sensível, com uma enorme capacidade de renovação.

Há homens narcisistas, destrutivos e egocentricos que buscam para sua gratificação usar as mulheres para ejacularem. Eles fazem-no como forma de libertarem a sua energia, as suas frustrações, e os seus impulsos agressivos. Há mulheres que se expõe por ingenuidade e por inconsciência, porque não conhecem as consequências resultantes desta interacção. A maioria desses encontros sexuais são resultantes da exploração, submissão, menosprezo, rivalidade, desvalorização e maltrato. Ninguém se surpreenderá que quando uma mulher é violada ou abusada apresente sequelas e traumas que necessitam de serem curados. Mesmo quando consentido, este tipo de sexualidade (sem amor) apresenta os efeitos que estou descrevendo. Há mulheres que não sabem pôr limites, que não cuidam de si, que não são conscientes daquilo que lhes faz dano, especialmente as jovens, que se deixam penetrar indiscriminadamente, consumindo a sua energia vital e menosprezando o seu poder e força criadora.


A matriz é um centro de percepção e tomada de decisões; o lugar energético e sede de vitalidade, bem-estar e ânimo, berço do nosso instinto e força vital, lugar sagrado com o que necessitamos reconectar e ser plenamente conscientes do seu extraordinário poder e força geradora de vida.

Quando uma mulher tem relações sexuais com homens egoístas, que não a amam, estão aceitando a ferida sobre o feminino. E a mulher que dá sexo em troca de amor paga um preço: ela acaba por apaixonar-se, porque a sua natureza é amar nas relações sexuais, ela abre-se para receber e depois sente-se vinculada. Tenho visto em consultas muitas mulheres com feridas sexuais e diferentes sintomas físicos e psicológicos (depressão, insegurança, desvalorização, ansiedade, culpa) porque estiveram com homens narcisistas, ausentes nas relações sexuais, perdidos nas suas fantasias de auto-satisfação. 

A mulher prejudica-se quando actua segundo o padrão masculino da sexualidade superficial desligada do coração. Quando permite que o homem a use para descarregar e aliviar a sua tensão sexual, que acaba por ser um acto sexual que nada mais é do que uma forma de masturbação. Então aquilo que não é bom para ela tampouco poderá ser bom para ele. Fica-se então ciente que ela traz essa forma desconsiderada de pensar e de agir, que de forma inconsciente está agredindo a sua alma, a sua parte feminina.


A pelvis é um contentor de energias físicas, emocionais e espirituais. É a zona da criatividade, expressividade, sensualidade. A matrix é depositária de toda a história sexual, tanto as boas como as más experiências eróticas. A pelvis reflecte a sexualidade, a capacidade de enraizarmos e encontrarmos o nosso lugar no mundo. Disfrutar de uma pelvis saudável possibilita a mujer de usufruir uma boa sexualidade, e viver de forma natural os seus ciclos femininos. Quando a mulher se liberta ao coração da sua pelvis, a energia fluí e a criatividade solta-se, ela recupera a força, o poder do seu lugar, e começa a integrar o arquétipo da mulher selvagem.

A mulher também agride o seu útero quando ela rejeita os ciclos sagrados femininos e crêe que a menstruação é algo desconfortável que a limita ou dificulta o seu ritmo ao actuar num plano de igualdade masculina. Um mulher tem que respeitar-se a si mesma, confiar em si, discernir entre o que lhe faz bem e o que lhe faz mal, e actuar com base nisso. É necessário reconhecer o valor e o sentimento dos ciclos femininos e curar a dor, o medo e os resentimentos do útero mediante a tomada de consciência e contacto com as feridas sexuais internas.

Quando ela conhece o homem com quem queira involver-se emocionalmente, pode suceder que a dor emocional que estava acumulada em seu útero venha ao de cima e abrirem-se as feridas. Isto pode apresentar variados sintomas tais como cistite, fungos, inflamações, cancro cervical e outra sintomatologia vaginal e uterina que assinalam a existência de problemas e dificuldades nas relações sexuais. Para ela, esse homem representará todos os que anteriormente lhe criaram dano, e que, ao entrar em contacto com ela, trará ao de cima os vestígios das suas feridas emocionais e sexuais.

Caso esse homem esteja no caminho da consciência, que abriu o seu coração e tenha integrado sua energia feminina, isso facilitará enormemente a drenagem das feridas sexuais e emocionais na mulher, e irá ajudá-la a curar o seu útero. É bom que o homem a veja como uma Deusa, e que ela o abrace numa entrega total. Pois o homem que honra e reverencia o feminino é tudo o que ela necessita para curar as suas feridas.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Untwine: Graça

Os poderes elevados da Criação estão incondicionalmente dispostos a concederem-lhe tudo o que você precisa em todos os aspectos da sua vida, na verdade, a riqueza mais completa e verdadeira no Íntegro do seu Ser, que é mais que um jacuzzi no oceano, uma praia de cristal em Sirius, com toda a sua família de alma, mais do que uma viagem interestelar pelas estradas galácticas no seu Corpo de Luz. Na verdade, você é esse poder elevado. Saiba que você pode relaxar e permitir-se a ter tudo o que você precisa a cada momento, sem lutar, com facilidade, materialmente, fisicamente, energeticamente, emocionalmente, mentalmente, espiritualmente. Quando você está nesse estado de relaxamento, é muito mais fácil fluir no seu poder elevado a todo momento.



Tradução: Rosa de Vénus (arosadevenus@gmail.com)

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Rosa de Vénus: O poder real está no estado ilimitado do Ser


O nosso Colectivo dá origem à Intenção, criando a energia e mantendo-a dentro da manifestação.
Mesmo que cada um de nós tenha seleccionado uma dessas esferas de acção, cada um participa no Todo e está intimamente conectado ao Todo como Um só.

O poder real está no estado ilimitado do Ser.
~ Rosa de Vénus

sábado, 28 de maio de 2016

Untwine: Conversão AN

A conversão AN é um processo importante pelo qual toda a nossa realidade está a passar. É o processo através do qual a Fonte, o Criador original, traz a Criação de volta à Unidade.


O Universo foi criado como um reflexo da Unidade para que esta se pudesse explorar a si própria. O UM é omnipresente no Universo e ainda, simultaneamente, mais além. O Universo é apenas uma imagem de espelho do UM, que foi criado com uma estrutura básica: a dinâmica quântica. A dinâmica quântica é um sistema pelo qual a matéria criada oscila entre todos os potenciais possíveis. O principal factor que determina quais os potenciais que se manifestam é a Vontade.

O UM é, por definição, perfeito, pleno e absoluto. A Perfeição e a plenitude significam que tudo é projectado com um propósito. No entanto, através da criação de um sistema de exploração de todos os potenciais possíveis, um potencial foi logicamente criado como um oposto ao seu propósito: a aleatoriedade, também chamada de contingência:

http://luz-na-terra.blogspot.de/2015/03/contingencia.html

Este universo em que estamos agora, como temos experienciado até agora, é um resultado da combinação do UM e da contingência, propósito e aleatoriedade. O Mal nasceu acidentalmente em resultado da interação entre a Vontade e contingência. Os acidentes eram possíveis no Universo pois este não é o puro UM, é apenas uma imagem espelhada dele e essa imagem não é totalmente exacta, pois contém a contingência e, portanto, o Um não é todo-poderoso dentro dos reinos universais.

O mal é uma força em que está submersa pela contingência e perde a conexão com o Absoluto, fica virado do avesso e começa a ser utilizado para o efeito oposto daquele que era originalmente destinado. É por isso que “EVIL” [MAL] lê-se “LIVE” [VIVE] ao contrário.

Como parte do processo de exploração de todos os potenciais possíveis, o Universo foi dividido em vários planos/dimensões (física, plasma, etérico, astral, etc), cada uma contendo várias proporções da contingência:


Neste gráfico, quanto elevado for o plano, menor a percentagem da contingência ele terá. Toda a Criação existente é criada pela primeira vez no plano mais alto e depois fluirá pelos restantes, um por um. Toda a matéria física atravessou todos os planos antes de se tornar física.

A linha pontilhada no plano mental é a chamada membrana Buddhi Manas, que marca a transição em que a presença da contingência se torna tão alta que a realidade se transforma completamente. Abaixo dessa linha pontilhada, o mal tem sido possível. Acima dessa linha pontilhada, não há contingência suficiente para que o mal seja possível, sendo por isso que estes planos mais elevados foram sempre reinos de pura Luz e Amor.

A Matéria percorre os planos sob a forma de códigos de Luz que fluem através deles, contendo as informações sobre a Vontade Divina. Quanto mais a contingência está presente num determinado plano, mais este fluxo de luz é filtrado. Portanto, o plano inferior em que hoje residimos (físico, etc), apenas recebeu Luz filtrada e não o espectro completo, em particular neste planeta onde o mal reforçou esses filtros. Portanto, a realidade que temos vivido aqui contém uma série de distorções e não corresponde muito à vontade original do UM.

O UM é pura Luz e Amor e não tem qualquer mal na sua natureza e, portanto, não tinha a intenção de que o mal acontecesse, na verdade ele nem sequer imaginou que isso pudesse acontecer. Ao ver que o acidente do mal aconteceu, o UM criou um sistema para corrigir a anomalia, transmutar todo o mal novamente na Luz, e voltar a ligar todas as contingências de volta à Vontade Divina. Este sistema é a chamada conversão AN.


A conversão AN é um sistema de transmissão directa de Luz que ultrapassa os filtros da contingência e, portanto, transmite o fluxo da Luz na sua plenitude, através de todos os planos. Isso permite que a Vontade Divina seja transmitida pela Luz, até à matéria mais densa de todos os planos, transmutando, curando e voltando a ligar toda a realidade novamente ao UM. Este sistema de conversão AN, transforma progressivamente o Universo numa realidade onde o UM é todo-poderoso. Quando a conversão AN estiver concluída, o Universo será uma imagem espelhada e exacta do UM.

Este sistema de conversão AN foi ancorado neste planeta no dia 4 de Abril de 2012:
2012portal.blogspot.com/2012/04/normal-0-microsoftinternetexplorer4.html

E tornou-se completamente operacional neste planeta a 21 de Dezembro de 2012:
2012portal.blogspot.com/2012/08/window-of-opportunity-2-secondwindow-of.html

A principal âncora para a conversão AN é o portal estelar AN, localizado na estrela central do cinturão de Orion. O acidente original que criou o mal aconteceu em Orion e, portanto, esta constelação tornou-se o ponto central para a transmutação da escuridão. O portal AN sempre foi um portal de Luz, e é através deste portal que muitas almas desceram dos planos acima do Buddhi Manas, até os planos abaixo dele. Estas almas são as chamadas sementes estelares, que vieram com o propósito de ajudar a ancorar a Luz nos planos inferiores, e transmutar dualidade de volta à Unidade. Cada semente estelar tem a chave para a conversão AN.

Durante as suas encarnações na Terra, as sementes estelares construíram muitas réplicas do cinturão de Orion por todo o planeta, para se conectarem com o portal estelar AN:


A conversão AN vai efectivamente acabar com a dualidade e transformar toda a nossa realidade num Universo de pura Luz e Amor onde a Abundância, a Alegria e a Felicidade são o estado em que existimos incondicionalmente.

Somos âncoras da conversão AN através do uso do nosso livre arbítrio para escolher a Luz. Ao fazermos isso, alinhamos a realidade quântica para que ela possa receber a conversão AN, curando progressivamente toda a Criação. Podemos conectar-nos com o portal AN através da meditação e também usar o som primordial AN, tal como usamos o som OM, para invocar a conversão AN.


Libertação já!


Fonte 1: http://recreatingbalance1.blogspot.pt/2016/05/an-conversion.html
Fonte 2: https://pt.prepareforchange.net/2016/06/02/a-conversao-an/
Tradução: Colaborama
Revisão: Rosa de Vénus (arosadevenus@gmail.com)

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Untwine: Negociações Planetárias - o Poder que nós temos

Existem constantes negociações relativas à situação na Terra, entre as forças da Luz e as forças da escuridão. Pouca informação acerca das mesmas chega até nós, mas são decisivas para o que acontece connosco. Um dos principais temas destas negociações somos nós, a população de superfície, visto sermos mantidos como reféns pelas trevas. As forças da Luz são muito mais numerosas e têm muito mais poder do que as forças das trevas, mas fazer reféns deu às forças obscuras mais poder nas negociações. É como uma situação de reféns num banco. Imagine se alguns criminosos (as forças das trevas) fazem alguns reféns no interior do edifício (nós na superfície da Terra) com armas apontadas para eles e bombas plantadas por todo o edifício, que vai disparadas automaticamente se alguém entrar (as bombas strangelet). Mesmo o exército mais numeroso e sofisticado no exterior do edifício tem de ser cuidadoso com as suas acções (as forças da Luz). Citando Cobra:
“[As forças das trevas] cedo descobriram que fazer reféns alavanca o seu poder de forma mais eficaz contra as forças da Luz, porque as forças da Luz preocupam-se com os seus, e têm dificultado as suas acções muitas vezes, para que os seres de Luz feitos reféns pela escuridão não fossem magoados.” (Fonte: http://2012portal.blogspot.com/2014/03/quarantine-earth-endgame.html)

Se não existissem seres mantidos como reféns, as forças da Luz poderiam ter terminado toda esta situação há já algum tempo atrás, bastaria terem investido contra as forças das trevas sem terem de conter-se para evitar que seres inocentes se magoassem. Sabemos que muitos seres inocentes se magoam todos os dias sob a quarentena de qualquer maneira, mas as consequências do accionar das armas exóticas seria ainda pior. Por outro lado, a Luz demonstrou a superioridade do seu poder várias vezes e, assim, nestas condições as trevas e Luz têm de negociar. 


Um dos o principal pontos da negociação tem sido o de que ambos concordaram em não entrar em contacto com ou interferir directamente e fisicamente connosco, a população da superfície. Isto significa que os ETs positivos e outros seres de Luz não podem estabelecer contacto físico connosco, e que a Chimera, reptilianos e outros, não podem fazer o que querem. Citando Cobra:

“As forças da Luz foram forçadas a assinar um tratado de não-interferência que afirma que eles não vão interferir na superfície do planeta Terra directamente e, por sua vez, o quimera também não vai interferir na superfície directamente. Embora este tratado tenha sido bastante prejudicial para o desenvolvimento da Humanidade nos últimos 26.000 anos, ele também tem impedido que a humanidade seja colhida directamente pelo quimera e os seus lacaios draconianos e reptilianos. Esta é a razão pela qual os agentes do Movimento de Resistência não estão contactando os seres humanos na superfície de seu planeta. Este tratado é também a razão pela qual os reptilianos não comem seres humanos massivamente ao pequeno-almoço ao ar livre em cidades humanas na superfície depois de 1996, quando a sua presença na superfície do planeta era enorme, com 500 milhões de entidades presentes. Este tratado é também a razão pela qual as bombas strangelet não foram detonadas em muitas ocasiões. Assim que a ameaça do quimera for erradicada, as forças da Luz irão intervir na superfície deste planeta directamente.” (Fonte: http://2012portal.blogspot.com/2015/02/solar-system-situation-update.html)

Este tratado não é respeitado em algumas ocasiões, criando sempre uma oportunidade para que o outro lado também não respeite o tratado. Se um ser humano à superfície for contactado pelas forças da Luz fisicamente, posteriormente, a população Humana à superfície é atacada fisicamente, e vice-versa, se as trevas atacam um ser Humano à superfície fisicamente então a Luz intervém mais directamente de uma forma ou de outra.

Aqui está um exemplo disto relatado por Cobra, quando ele foi questionado sobre o facto das trevas interferirem na petição para divulgar os programas espaciais secretos
"Nós não devemos ficar frustrados se a cabala começa a bloquear todos os esforços, porque cada vez que eles fazem isso, eles violam certos protocolos, e porque violam esses protocolos isso terá efeitos duradouros no processo de rendição e negociação finais. E verdadeiramente até acelera o processo do Evento”. (Fonte: http://prepareforchange.net/2016/03/27/03-21-16-cobra-march-interview/)

Este é o momento onde nós começamos a entender o poder que temos, como população de superfície, para influenciar a nossa situação. Na verdade, temos espaço para agir e começar iniciativas para a Luz sem que as trevas nos impeçam fisicamente, e podemos expressar a nossa vontade com palavras e acções e, ao fazermos isso, a escuridão é encurralada: se eles não nos pararem, então nós avançamos, e se eles tentarem impedir-nos, então isso cria espaço para a Luz intervir mais e nós avançamos também. A descoberta é imparável. A única incógnita é o seu calendário, e nós estamos aqui para ajudar a quebrar o status quo a favor da Luz para acelerar o processo. 


Para além disso, a Luz pode não ser capaz de entrar em contacto connosco directamente, mas eles têm mais liberdade quando se trata de responder às nossas iniciativas, à nossas perguntas, à nossa tentativa de chegar até eles. Se formos nós a ter a iniciativa, então tecnicamente as forças de Luz não estão intervir, só estarão a dar resposta. Posso testemunhar isso pela minha própria experiência com o Cobra em vários projectos, como o de enterrar as pedras Cintamani por exemplo. Nem por uma vez que ele teve a iniciativa de me propor fazer alguma coisa, ele só respondeu às minhas iniciativas quando ele quando acreditou que elas tinham potencial, quando ele teve tempo e algo a acrescentar. Esta é a forma como o projecto para enterrar as pedras Cintamani em redor do planeta começou, porque nós, como população de superfície propusemos a ideia e, depois, tivemos a orientação das forças de Luz através do Cobra. O facto de que o Cobra pode ser contactado pelas forças de Luz directamente uma rara excepção nas negociações, que vieram como resultado de eventos específicos. Citando Cobra novamente:

“Precisamos conseguir colocar uma pedra Cintamani na Antárctica o mais rapidamente possível, e isto precisa de ser feito pela população de superfície.” (Fonte: http://2012portal.blogspot.com/2016/03/situation-update.html)

Há projectos como estes que só nós podemos fazer neste momento. Temos um papel único a desempenhar. É interessante notar que no momento em que Cobra postou isso, as pedras já tinham sido enterradas em todos os continentes do planeta, excepto na Antárctida, e isso reflecte-se no facto de que a única rota de fuga que parecia ainda disponível para a cabala ser através da Antárctida. Agora que a Antárctida já tem a Cintamani, espero que eles estejam a ficar sem opções. As forças da Luz poderiam, tecnicamente, ter enterrado todas as pedras com facilidade, mas eles não podiam fazê-lo por causa de negociações com as trevas, para evitar retaliações. Isto vai continuar desta forma, enquanto as trevas tenham tenham mecanismos suficientemente fortes de retaliação, que a Luz está a trabalhar para remover, o que pode ser um processo lento, se não estivermos a ajudar, ou pode ser um processo muito mais rápido se nós tivermos iniciativa. Enterrar Cintamanis é apenas um exemplo do que está perto de ser concluída agora, mas há muitas outras coisas que podemos fazer. Neste contexto, nos somos o ponto foca numa intensa guerra energética e de informação, onde a escuridão tenta manipular o nosso livre arbítrio, e a Luz tenta inspirar-nos para a acção positiva. No final, somos nós quem decide. Então, vamos observar a situação e perceber o que é necessário para a mudança positiva.

Precisamos de focar a nossa visão numa vida de Liberdade, Paz e Luz: a vida após a dualidade, após o Evento. Vamos imaginar como as coisas vão funcionar quando isto finalmente for alcançado e, com esta perspectiva, podemos observar a situação actual e trabalhar no nosso caminho de volta para a visão dando, progressivamente, um passo de cada vez para fazer tudo isso acontecer, tudo o que é necessário para a visão da Luz para se manifestar. Perguntar-nos a cada dia, a cada momento, qual é o uso mais benéfico da nossa energia, e escolher fazê-lo, pois o nosso livre arbítrio em acção é a nossa principal ferramenta para a Libertação.



Vitória da Luz!

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Untwine: A práctica dos 5 Elementos


Conectar-se com os 5 elementos é uma prática muito eficiente e poderosa que pode ajudar a manter-nos saudáveis, equilibrados e centrados à medida que as ondas Galácticas chegam. A ideia aqui é ligar-nos pelo menos um pouco a cada um dos 5 elementos, de preferência diariamente.

Aqui estão alguns exemplos de como pode conectar-se com cada um deles:



FOGO
– Fazer fogo (usando materiais naturais);
– Olhar para o Sol;
– Fumo sagrado (pau-santo, sálvia, incenso, etc).




TERRA
– Toque a terra com a sua pele nua, especialmente os pés descalços ou as mãos nuas;
– Deite-se sobre a terra;
– Dê um passeio na natureza, abrace uma árvore.



AR
– Exercícios de respiração.

A maioria das pessoas neste planeta na realidade não está a respirar correctamente, e por isso não tem uma boa oxigenação do seu sistema. Isto é porque não estão em contacto com ele, e os traumas e energias não resolvidas bloqueiam o fluxo, e também, devido à interferência negativa (implantes, etc).

Respirar bem significa respirar e expirar completamente, sem os curtos momentos de apneia que muitas pessoas, inconscientemente, fazem. Podemos treinar-nos para respirar conscientemente desta forma e, rapidamente, tornando-se automático novamente.

Há muitos outros exercícios de respiração por aí, mas este é um dos que eu gosto e com o qual obtenho resultados muito claros:
Inspire e expire completamente menos ar do que o que você respira em 5 a 10 respirações (ou quantas você quiser), e depois expire completamente. Repita durante o tempo que entender. Você provavelmente vai sentir um formigueiro no seu corpo, o que é um bom sinal de que uma boa quantidade de oxigénio está a fluir no seu corpo.
Conseguir um bom fluxo de oxigénio aumenta o fluxo do prana, isso por si só pode ser de grande ajudar para curar física, mentalmente e emocionalmente.


ÁGUA
– Beber água limpa (de fonte ou filtrada), preferêncialmente sem que seja de garrafas de plástico, e beber bastante todos os dias;
– Comece o seu dia bebendo entre 300 ml a um litro de água assim que acorda (normalmente ocorre alguma desidratação durante o sono);
– Tomar banho em água limpa, de preferência, em cursos de água não poluídos, lagos e oceanos, ou no chuveiro ou banheira. Use sabão ecológico (os industriais contêm produtos químicos perigosos tais como fluoreto);
– Banho Mineral, banho de sal, fontes termais, etc.



Existem várias definições do que o quinto elemento é, e cada uma delas descreve uma espécie de síntese do todo. A Divindade e o simbolismo são tanto estruturado e fluído e, portanto, o uso da Divindade e do simbolismo também é simultaneamente estruturado e fluído. Podemos contar com a estrutura da estrela de 5 pontas, e ainda assim podemos usá-la de forma fluída e com variações no seu significado.

O quinto elemento pode ainda ser descrito como o Amor Divino ou a Vontade Divina, dependendo de como o pentagrama é usado e em que direcção (apontando para cima ou para baixo). Portanto, nesta prática dos 5 elementos, podemos conectar-nos com a Vontade Divina e/ou Amor Divino diariamente.

Conectar-nos com a Vontade Divina significa usar a nossa própria vontade e poder de decisão. Como encarnações da Fonte, também somos encarnações da Vontade Divina. Entrar em contacto consigo próprio para perceber o que realmente quer, e tomar uma decisão forte nesse sentido. Proclamar em voz alta e/ou anotá-la, se quiser, usando a formulação exacta e completa. Entrar em contacto com a Vontade Divina também pode significar render-se à sua orientação sobre o Plano Divino.

Conectar-se com o Amor Divino significa simplesmente sentir e experienciar o Amor, dá-lo, recebê-lo, partilhá-lo.

Libertação já!


Fonte 1: http://recreatingbalance1.blogspot.pt/2016/04/5-elements-practice.html
Fonte 2: https://pt.prepareforchange.net/2016/04/18/a-practica-5-elementos-por-untwine/
Tradução: Colaborama
Revisão: Rosa de Vénus (arosadevenus@gmail.com)

domingo, 6 de março de 2016

Albert Einstein: O Amor é a força mais poderosa que existe


Albert Einstein pediu à sua filha para guardar esta carta até que a sociedade estivesse pronta para aceitar as suas palavras. Nos finais dos anos 80, Lieserl, filha do famoso génio, dou 1400 cartas escritas pelo pai à Universidade Hebraíca, com ordem expressa de que só poderiam ser publicadas duas décadas seguintes à sua morte. Esta é uma delas.

“Quando propus a teoria da relatividade, muito poucos me entenderam, e o que vou revelar agora, que é para ser transmitido à humanidade, também chocará o mundo, com sua incompreensão e preconceitos.

Peço que mantenha as cartas guardadas o tempo necessário, anos, décadas, até que a sociedade tenha avançado o suficiente para aceitar o que explicarei em seguida.

Há uma força extremamente poderosa para a qual a ciência até agora não encontrou uma explicação formal. É uma força que inclui e governa todas as outras, e que está por trás de qualquer fenómeno que opera no universo e que ainda não foi identificada por nós. 


Esta força universal é o AMOR.

Quando os cientistas estavam procurando uma teoria unificada do Universo, eles esqueceram a mais invisível e poderosa de todas as forças. O Amor é Luz, que ilumina aquele que dá e ao que recebe. O Amor é gravidade, porque faz com que as pessoas se sintam atraídas umas pelas outras. O Amor é poder, pois multiplica o melhor que temos, permitindo que a humanidade não se extinga em seu egoísmo cego. O Amor se desdobra e se revela. Por amor, vivemos e morremos. O Amor é Deus e Deus é Amor.

Esta força tudo explica e dá o sentido à vida. Esta é a variável que temos ignorado por tanto tempo, talvez porque estejamos com medo do Amor, que é o único poder no universo que o homem ainda não aprendeu a dirigir a seu favor.

Para dar visibilidade ao Amor, eu fiz uma substituição simples na minha equação mais famosa. Se em vez de E = mc², aceitarmos que a energia para curar o mundo pode ser obtida através do Amor multiplicado pela velocidade da luz ao quadrado (energia de cura = Amor x velocidade da luz²), chegaremos à conclusão de que o amor é a força mais poderosa que existe, porque não tem limites.

Após o fracasso da humanidade no uso e controle das outras forças do universo, as quais se voltaram contra nós, é urgente nos nutrirmos de outro tipo de energia...

Se quisermos que a nossa espécie sobreviva, se quisermos encontrar sentido na vida, se queremos salvar o mundo e todos os seres sensíveis que nele habitam, o Amor é a última e a única resposta.

Talvez ainda não estejamos preparados para fabricar uma ‘bomba de Amor’, um dispositivo poderoso o suficiente que destruísse o ódio, egoísmo e a ganância que assolam o planeta. Contudo, cada indivíduo carrega dentro de si um pequeno, mas poderoso gerador de Amor, cuja energia aguarda para ser libertada.

Quando aprendemos a dar e a receber esta energia universal, querida Lieserl, provaremos que o Amor tudo vence, tudo transcende e tudo pode, porque o Amor é a quintessência da vida.

Lamento profundamente não ter sido capaz de expressar mais cedo o que vai dentro do meu coração, que toda a minha vida bateu silenciosamente para ti. Talvez seja tarde demais para pedir desculpa, mas como o tempo é relativo, preciso dizer que te amo e que graças a ti, obtive a última resposta.

Teu pai,
Albert Einstein"



Fonte: http://in5d.com/albert-einstein-message/
Tradução: Rosa de Vénus (arosadevenus@gmail.com)

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Makia Freeman: A maneira de superar a conspiração: escolha a sua vibração


Escolha a sua vibração.

Seja proactivo a decidir e escolher a atitude e emoção com que você cumprimenta cada pessoa ou situação na sua vida. Esta é a parte 4 da série O Caminho para Superar a Conspiração (clique aqui para ler a parte 1, parte 2 e parte 3), que foi escrito para ajudá-lo a perceber que, embora haja uma conspiração mundial, forças obscuras a controlarem o mundo e as coisas parecem sombrias, você finalmente tem o poder de superar tudo isso. Tudo começa quando percebe que, se você escolher o que você sente mais conscientemente, você vai começar a experimentar as coisas de forma diferentes na sua vida. Em suma, você vai criar uma realidade diferente. Quanto mais você dominar isto, menos será controlado.

Tudo é energia.

Tudo no Universo é energia. A matéria é apenas energia desacelerada para um ritmo lento. Energia vibra em frequências diferentes. Somos seres de energia também, já que fazemos parte do Universo, e as nossas emoções, são em grande parte aquilo com que nos move e de como expressamos a nossa energia.

Todos nós fomos ensinados (e estamos acostumados a acreditar) que os eventos externos ditam as nossas emoções. Por exemplo, se um ramo cai e esmaga a janela do seu carro - você vai sentir-se triste ou irritado. Se herdar dinheiro - sente-se feliz. Se o seu chefe o despede - sente-se devastado. Se encontra uma nova namorada ou namorado - sente-se feliz. Se continuar parado no sinal vermelho - sente-se irritado. É quase como se nós fossemos pedaços de software de computador com respostas pré-programadas, apenas à espera de serem executadas. É uma forma de controle mental.

Os políticos sabem tudo sobre controle mental e é por essa razão que eles sempre apelam para o medo como forma de obterem votos; quando não há nenhuma ameaça, eles evocam um bicho-papão como o Bin Laden ou uma operação falsa como o 11 de Setembro, o tiroteio de Batman em Aurora, o tiroteio Sandy Hook ou o bombardeamento na Maratona de Boston. Eles manipulam a sua vibração para que eles mesmos possam beneficiarem-se disso. 


E que tal se você realmente escolhesse o que sente ao invés de deixar os eventos externos ditarem por si? 

Um dos maiores segredos guardados por aqueles no comando da conspiração global - as linhagens de sangue da Elite, que têm conhecimento esotérico e operam o plano da NWO (Nova Ordem Mundial) - é que você pode escolher a sua vibração. Por outras palavras, você pode escolher pro-activamente qual é a sua frequência ou energia de expressão.

Você é um criador, como qualquer outro ser humano. Você pode decidir o sentimento ou emoção a adoptar, de forma pro-activa em vez de reactiva. Ela não tem que ser falsa. Ela não tem que ser algo que você simplesmente conjurou - embora talvez precise fazer isso mais no início até que se torne algo mais natural (daí a expressão faça de conta até fazê-lo naturalmente (fake it ’til you make it)).

Eu não estou a referir-me sobre como ocultar ou suprimir a tristeza e a dor verdadeira fazendo um rosto feliz. Isso é apenas repressão; o mundo está cheio dela, e isso não conduz a nada se não ao sofrimento.

Eu estou a referir-me sobre escolher a sua emoção, sentimento, atitude, crença - tudo, toda a sua vibração - quando você se depara com uma nova circunstância na sua vida. Dessa forma, você inclui todo o pacote. Você escolhe a sua vibração, e magicamente, ela realmente transforma o que acontece consigo. Ao responder com mais amor, confiança e compaixão para com qualquer pessoa ou situação, você transformar cada problema num desafio ou oportunidade. Por exemplo, um ramo atinge o seu carro e você responde com gratidão - "graças a Deus eu não estava lá quando bateu". Então, com a confiança - "que o carro estava a ficar velho e eu estou a começar a precisar de um novo". Quem sabe o que poderá estar ao virar da esquina? Cada vez que algo é destruído, abre-se a porta para algo novo, que nós geralmente não vemos. 


Quanto mais escolher a sua vibração, mais livre você se torna.

Quanto mais você dominar a flexibilidade, força interior e atitude positiva necessárias na escolha da sua vibração, mais livre você se torna. Quanto menos você cair nas mensagens programadas de medo que estão a ser constantemente transmitidas pelos media oficiais. Quando um número suficiente de nós escolhe as nossas vibrações a maior parte do tempo, a grade da tirania pelo controle interno entrará em colapso, porque é apoiado pelo seu medo. Tal como está, inconscientemente, alimentá-lo com as nossas vibrações de medo. Uma vez que começamos a emitir vibrações mais elevadas, como as de amor e confiança, torna-se mais difícil e impossível de sermos controlados, porque as nossas reacções/respostas não podem ser previstas, e porque quem ama, não está dependente de alguma força externa para proporcionar "protecção" ou "segurança" na forma de como aqueles que o temem estão.

O derradeiro segredo da Conspiração.

Quando tudo está freado, os Controladores da NOM governam sobre nós, porque nós não entrámos no nosso próprio poder. Porque esquecemo-nos de que somos todos Deus, somos todos seres soberanos e todos somos criadores, que temos o poder de manifestar a realidade à nossa escolha. As elites querem que você se auto-considere nada mais do que um animal um pouco mais avançado que o macaco, nascido para trabalhar, consumir e morrer. Mas você é um mestre criador disfarçado. Acorde! Você pode criar o que quiser, e você pode escolher a sua vibração. Quando um número suficiente de nós o fizermos, vamos vencer a conspiração.



O grande segredo mantido por aqueles no comando da conspiração global é que você pode escolher a sua vibração e ser livre.


Fonte 1: http://www.zengardner.com/the-way-to-overcome-the-conspiracy-part-4-choose-your-vibration/
Fonte 2: http://prepareforchange.net/2016/01/10/the-way-to-overcome-the-conspiracy-choose-your-vibration/
Tradução: Rosa de Vénus (arosadevenus@gmail.com)

sábado, 9 de janeiro de 2016

Christopher Bueker: Como identificar um autêntico professor espiritual


Hoje, mestres espirituais parecem ser um centavo numa dúzia. Muitos deles pedem grandes quantias de dinheiro em troca de ensinamentos espirituais que, historicamente, foram passados livremente de professor para aluno.

Muitos desses professores oferecem uma solução que envolve juntar-se a uma comunidade ou culto como grupo exclusivo que se forma em torno do chamado mestre espiritual. A mensagem é: "se juntar-se à minha comunidade e pagar-me grandes quantias de dinheiro, a iluminação será certamente sua". Quando na verdade, trata-se uma armadilha que envolve a manipulação e controle.

Da experiência pessoal, sei que pode ser benéfico (por um período de tempo limitado) participar num grupo que afirmam praticar a antiga arte do corpo-mente, no entanto, se uma pessoa fica presa sentindo que não pode sair de lá, então há o perigo de que a pessoa se identifique apenas com aquilo que lhe foi mostrado lá pelos seus co-criadores (o líder de culto ou professores) desse grupo. Qualquer identificação doentia com o ego dos líderes do grupo/professores torna-se então o obstáculo no caminho para atingir a iluminação eterna.

É perfeitamente aceitável que professores espirituais/profissionais possam receber compensação pelo tempo que oferecem aos seus alunos, mas temos de estar cientes de que há aqueles que se dizem mestres espirituais mas que na verdade não são mais do que sofisticados charlatões.


A intenção deste artigo não é minar as pessoas que hoje em dia instruem aulas de asanas ou aqueles que oferecem workshops da nova era. A razão pela qual escrevo este artigo é ajudar a esclarecer algumas percepções, para que os leitores possam ter uma maior capacidade de reconhecer os verdadeiros mestres espirituais. Se você é uma pessoa que busca a orientação de um profissional mais experiente, então,tenho a esperança que este artigo possa ser útil para pessoas como você a encontrarem o próprio caminho da felicidade e libertação.

Para esta finalidade, coloquei o que considero serem as 14 características que descrevem um verdadeiro mestre espiritual nos tempos modernos. As primeiros cinco características foram George Leonard. As outras vêm dos meus estudos, experiência e prática pessoais.

Então, se está à procura de orientação de um mestre espiritual, estas são algumas perguntas e um "teste decisivo" que pode ser aplicado a fim de ver se a pessoa em causa serve como um autêntico mestre espiritual.

Será que eles receberam um treinamento de qualidade em si mesmos?

Quem é/foi o seu professor? É uma pessoa com experiência no domínio da consciência sem ego? O quão é familiar essa pessoa com estados incomuns de consciência? Algumas habilidades podem ser aprendidas de forma independente; mesmo assim, se você está à procura de um caminho de auto-domínio ou auto-realização, o melhor que pode fazer primeiro é preparar em arranjar um professor experiente cujo o mestre seja reconhecido. O conhecimento, experiência, habilidade técnica, e as credenciais são importantes quando se busca a orientação de um mestre espiritual.


Será que o potencial professor pratica aquilo que ele/ela ensina? Qual é a prática pessoal dessa pessoa? Será que ele/ela medita diariamente?

Muitas vezes um professor ouve de um aluno: "Como você faz isso? Como você faz aquilo?", e a maior parte do tempo a resposta é: "Prática, prática, prática." Juntamente com o não-apego, a iluminação (ou Yoga) é alcançada através da prática persistente ao longo de um longo período de tempo.


Será que Ele/Ela pratica o não-apego? É o professor não apegado aos frutos do seu trabalho?

Não-apegado é estar bem com os resultados das nossas acções. Não-apego é deixar ir e render-se ao fluxo do Universo. Os verdadeiros mestres espirituais permitem que os seus seguidores tenham a liberdade de seguirem as suas próprias ideias. As pessoas que servem como verdadeiros professores vivem a vida centrada nos princípios de que tudo está bem na forma como as coisas se apresentam.


Será que o professor vive a sua própria vida com intenção? Será que essa pessoa viver uma vida intencional? É uma pessoa consciente do que ele/ela come? É uma pessoa consciente dos produtos que ele/ela adquire?

A intenção é o porquê de estarmos a fazer uma determinada tarefa, actividade ou trabalho. Intenção é viver a vida com propósito. As pessoas que servem como verdadeiros professores estão conectadas com a sua intuição. Os autênticos mestres servem como veículos para a consciência mais elevada.


Prestam-se ao limite?

Os professores magistrais apaixonam-se regularmente por questões de prática. Os professores magistrais estão constantemente à procura de áreas em que possam melhorar, mesmo que seja só um pouco. Pequenas melhorias numa quantidade diária e semanal são a base de grandes melhorias ao longo do tempo.



Há generosidade de espírito?

Um dos princípios éticos no hinduísmo e jainismo, especificamente no Ashtanga Yoga, aparigraha é uma palavra sânscrita que pode ser traduzida pelo significado de não-acumulação, não-possessividade, ou não-apego. Os atributos positivos de aparigraha são a generosidade.

Mestres e pessoas astutas sabem igualmente que o Universo é abundante. Mestres espirituais verdadeiros sabem que cada indivíduo tem acesso infinito a uma oferta abundante de prana, a energia vital. Mestres verdadeiros dão o seu amor livremente, isso inclui mesmo aquelas pessoas que não estejam a apoiá-los financeiramente.

Professores verdadeiros sabem que a nossa iluminação está interligada e, portanto, a intenção de que todos os seres possam ser felizes e livres. Manifestando-se em muitas formas diferentes, os verdadeiros professores dão livremente sem expectativa de reciprocidade.


Vivem de forma humilde?

A felicidade é um trabalho interior. Quando um professor vive humildemente é sinal de que ele é um verdadeiro mestre espiritual. Jesus ensina-nos sobre a importância da humildade. Um professor verdadeiro não tem necessidade de carros de luxo, uma mansão ou outros bens materiais. Mesmo que o professor, provavelmente possa ser financeiramente independente, um professor verdadeiro vive uma vida modesta numa casa modestamente feliz.


São receptivos a comentários construtivos?

Ninguém é perfeito - somos todos humanos. Estar aberto ao comentário construtivo só pode tornar a pessoa num professor mais atento e magistral. Como todos nós somos uma consciência a experimentar-se a si própria subjectivamente, quando uma pessoa oferece o comentário construtivo e bem-intencionado, este é um aspecto da nossa consciência que é inquiridora e facilitadora na progressão do professor.


Tem foco desinteressado ao serviço das pessoas?

O propósito da vida é a experiência da alegria. A maneira de experimentar a alegria é através do caminho da compaixão. Compaixão envolve nos amarmos a nós mesmos e amar as outras pessoas. O amor envolve apreciar a beleza natural de todos e servir como um veículo da graça divina. Isso envolve, principalmente, servir outras pessoas de uma forma que realmente beneficia os receptores.


Eles rejeitam lisonjeios?

A lisonja e o suborno liga o professor à pessoa que está lisonjeando ou oferecendo o suborno. Os mestres verdadeiros sabem que aceitar lisonja e suborno é contraproducente para o estado de liberdade da consciência.


Ele/ela acredita que a prosperidade e a libertação são um direito de nascença da Humanidade?

A natureza é prospera. O estado natural de consciência da humanidade é a felicidade e a alegria. Os verdadeiros mestres espirituais desejam o melhor para os seus alunos. Os verdadeiros mestres espirituais ensinam que a alegria e a felicidade são o estado natural da consciência da humanidade, e que a libertação e prosperidade estão disponíveis para todas as pessoas.


Riem regularmente e apreciam humor?

Alguns dizem que o riso é o melhor remédio. O Dalai Lama parece rir muito. Os verdadeiros mestres espirituais nunca se levam tão a sério a ponto de não se rirem de si mesmos. O riso é medicina natural, e esta característica confere níveis de jovialidade a quem a pratica.


Eles falam a verdade, mesmo que seja impopular?

Nas filosofias de vida na India, satya é uma palavra sânscrita que significa verdade ou veracidade. Os verdadeiros mestres espirituais dizem tal como ela é, mesmo que multidões de pessoas não reconheçam a verdade. A verdade não é para ser usada como uma arma, porque pode ferir os sentimentos das pessoas; e ao mesmo tempo, os verdadeiros mestres espirituais sabem que é da sua responsabilidade serem uma representação daquilo que é verdadeiro e saudável.

Eles ensinam que o autodomínio é uma perseguição ao longo da vida?

A maestria é um caminho. Nas culturas ocidentais, pelo menos, os verdadeiros professores espirituais estão num caminho de incessante desenvolvimento pessoal.


Conclusão:

Se uma pessoa atender a todas - ou à grande maioria - das características acima mencionadas, pode-se considerar que essa pessoa serve como um verdadeiro mestre espiritual. Além disso, o check-in sobre si mesmo em relação ao que você sente sobre esse mestre. O que é que a sua intuição lhe diz?

Espero ter sido útil no seu caminho para a felicidade, alegria e libertação.


Sobre o autor:

Christopher Bueker é um escritor convidado para Wake Up World, BS, RYT, praticante e professor de Ashtanga Yoga, blogger, orador público, e Life Coach. Ele lecciona em vários estúdios de Yoga e centros comunitários em Cincinnati, Ohio. Os blogues de Christopher são sobre atenção da mente, meditação e Yoga. Ele é apaixonado sobre a vida sustentável, alimentação saudável, e uma consciência mais elevada.

O sitio de Christopher é The Mindful Communicator, e você também pode conectar-se com ele no Facebook e no Twitter.