quinta-feira, 24 de maio de 2018

Barbara Marciniak: Sexualidade - A Dádiva dos Deuses


Sexualidade - A Dádiva dos Deuses
A experiência do orgasmo envia energias de cura e rejuvenescimento para o corpo.

O Portal da Biblioteca Viva situa-se no corpo humano, nos genitais e, se vocês aprenderem a utilizar esse portal, ele servirá como abertura para os registos do tempo. Frequentemente, os humanos em geral, juntam-se e copulam em minutos, não perdem tempo a explorarem-se um ao outro sexualmente, porque o prazer sexual está associado, algumas vezes, a uma dor emocional profunda. Muitos de vocês foram marcados pela ideia de que há vergonha na busca desse prazer. Lembrem-se: segundo a história, vocês receberam a dádiva dos deuses.

Para nós, é interessante o facto que muitas escolas de pensamento na Terra proclamem que o máximo da realização pessoal está em mover-se para além da sexualidade. Cuidado com as ideias que afastam vocês da essência total de quem vocês são. Essas ideias e conceitos soam grandiosos, porém eles afastam-nos da condição terrestre e da riqueza da forma física humana. As secreções e mistérios dos humanos são dádivas a serem exploradas com dignidade, graça, reverência e respeito, através de uma relação de compromisso e união. É a nossa intenção inspirar uma reinterpretação da sexualidade dentro de vocês.

Por favor, compreendam que, enquanto a Terra passar por mudanças, vocês serão impulsionados e realinhados em todas as áreas. Vocês não precisam de ter medo de ficarem sozinhos - vocês têm a capacidade de manifestar a mais profunda união nas vossas ligações. A sexualidade alinha o corpo humano, levando-o a um estado de cura, e abre portais para as estrelas. Numa relação de amor e união, a sexualidade pode ser profunda e levá-los para outros mundos, revitalizar os vossos corpos, lembrando-lhes os vossos padrões mais sublimados.

A expressão sexual oferece investigação tanto no domínio espiritual como no físico. Há a necessidade de um equilíbrio. Vocês habitam um corpo físico que, por essência, surgiu através da expressão sexual dos vossos pais. Sintam-se confortáveis com a vossa energia sexual, honrem e aceitem essa força vital que flui através de vocês.

Queremos vê-los vivificados, enriquecidos e compreendendo o veículo que são. Vocês foram mantidos na ignorância a respeito do sexo no vosso planeta. Para vocês, o sexo é um evento local que, idealmente, traz bem-estar, na verdade, o sexo é um evento de proporções cósmicas. Sempre que fazem sexo com outra pessoa, imediatamente, um padrão de energia liga-se a vocês e atrai energias invisíveis. Os deuses e as deusas são muito apaixonados pelas hormonas humanas, tanto que eles costumavam comer vocês vivos quando se encontravam num estado específico de secreção hormonal. Vocês podem não gostar dessa informação, porque torna-vos mais responsáveis sobre si mesmos, fazendo-lhes olhar para trás para ver o que têm feito com as vossas vidas. Idealmente não estão a julgar o que fizeram e por onde têm andado, idealmente, aprenderão a partir das lembranças do que fizeram nesta e em outra vida.

Utilizar a expressão sexual para se regenerar ao invés de se degenerar é o ideal que deveriam seguir. Lidar com a sexualidade envolve lidar com hormonas. O sexo excita o próprio âmago das células humanas e os filamentos dos códigos luminosos entrelaçam-se. Num íman, as energias alinham-se todas e voltam todas para o mesmo lado. Quando vocês se tornam sexuais e dançam a dança que se inicia nas hormonas, todo o vosso corpo alinha-se numa direcção.

Quando você e outra pessoa alinham-se, são como os pólos norte e sul. Geralmente, as células do corpo humano são semelhantes a uma multidão numa estação de comboios ou qualquer outro lugar onde as pessoas se movimentam em várias direcções. Então, durante a actividade sexual, é como se soasse um apito e todos se voltassem e olhassem na mesma direcção.

Quando alcançam estados de verdadeira união com outra pessoa durante a actividade sexual, vocês activam-se um ao ao outro e todas as energias das vossas células alinham-se numa direcção. Os vossos corpos tornam-se um íman. Quando os dois indivíduos alcançam um estado elevado de força electromagnética, um puxa o outro e criam um equilíbrio entre si. Quando fazem isso realmente bem, vocês já nem sequer precisam de tocar um no outro. Podem criar essa teia de amor entre vocês, e é através desse campo de força que os vossos corpos interiores elevam-se para outros mundos.


Muitos de vocês são selectivos em relação ao que comem, então sejam selectivos em relação à maneira pela qual desejam que os vossos corpos sejam agradados. Permitam-se a descobrir o prazer, falar sobre ele e senti-lo. Olhem o próprio corpo, fiquem nus e vejam-se em todas as posições, para encontrar a divindade em cada ruga e dobra que têm. Lembrem-se quando conduzem um carro, vocês não dizem: "Oh, não olhem para a bagageira." Vocês aceitam a coisa toda. Todas as parte do carro trabalham em conjunto, para que vocês possam dar um passeio. É a mesma coisa com os vossos corpos. Consideramos que a sexualidade é uma das dádivas mais excitantes que vocês receberam e queremos guiá-los mais profundamente nessa jornada, de modo que possam divertir-se mais na Terra. Amem-se a vocês mesmos e à Terra, porque são a mesma coisa, e isso significa cada parte dos vossos corpos.

Vocês precisam falar sobre sexo. Comprometeram-se a aceitar cada área dos vossos corpos e ter um parceiro que também honrará cada parte do seu corpo. Saibam se o vosso parceiro deseja abrir caminho para essa parte gloriosa da sua força divina. É essencial para nós falarmos com vocês a respeito de sexo. Os nossos ancestrais foram os responsáveis pelo vosso afastamento sobre a vossa própria sexualidade, e por levá-los a compreendê-la mal. A cura que ocorrerá, conforme começarem a entender as próprias prioridades na vida, dar-se-á através da compreensão dessa força vital chamada sexualidade. Ela é uma das mais importantes curas que precisam ocorrer no planeta.

Temos algumas sugestões para dar-lhe sobre como juntar-se a um parceiro e honrar o próprio corpo, e o do parceiro, enquanto exploram os mistérios. Lembrem-se: vocês estão a investigar quanto de energia podem sustentar entre vocês e o vosso parceiro, e como essa energia os transportará para algum lugar. Enquanto as hormonas da atracção movem-se, vocês experimentam mudanças de energia entre todos os vossos chakras e os do vosso parceiro - as energias dos dois fundem-se. Se elevarem a energia em vez de mantê-la nos orgãos sexuais, vocês podem elevar o fluxo de energia e actuar como uma nova consciência. Aprendam a levar a energia para cima na coluna vertebral um do outro e conduzam-na pelos vossos corpos adiando o orgasmo.

Durante o acto sexual, vocês podem perceber que entraram num colapso de tempo. Quando compartilham a energia sexual como casal, vocês abrem para que outras forças se fundam convosco. Para as energias externas fundirem-se com os humanos, enquanto mantêm uma relação sexual, constitui uma parte excitante e especial da Biblioteca Viva. Em tempos, foi considerado a mais alta honra a fusão de um deus ou de uma deusa com os parceiros durante a cópula. A experiência maior, era a fusão com seres altamente evoluídos que honravam os humanos e carregavam-nos da vibração de amor, de modo que a experiência tornava-se numa experiência sexual multidimensional.

Quantas pessoas vocês conhecem que atraem para si vibrações elevadas antes de fazerem sexo? Algumas pessoas embebedam-se, tomam drogas ou qualquer outra coisa de que precisam para ter a coragem de manter relações sexuais. Vocês precisam estabelecer valores, padrões e condições sobre a própria sexualidade para o domínio não físico, de modo que apenas aqueles que satisfaçam o vosso padrão se aproximem de vocês. Sejam claros quanto as energias que desejam que trabalhem com vocês. Digam para se ajustarem àquilo ao qual estão disponíveis. Vocês dão as cartas aos Pleiadianos, a todos os extraterrestres, aos deuses e deusas. Vocês decidem e dizem: "Ei, ouçam, estou aprendendo sobre vocês. Eu não compreendo, quero conhecê-los. Estes são os meus padrões. Eu faço sexo apenas com alguém que amo. Honro o meu corpo, honro a Terra. A integridade está em primeiro lugar para mim. Se vocês se ajustam aos meus valores, sejam bem-vindos à minha vida para que eu possam ensiná-los sobre a sexualidade humana." Essa é uma abordagem. Vocês aprenderam a reconhecer a nossa vibração Pleiadiana, não é? Se alguma coisa chegasse passando-se pelos Pleiadanos, vocês perceberiam! Contudo, talvez vocês não tenham aprendido a reconhecer outras energias, de modo que, não sabem como elas são. Os domínios superiores não estão isentos de fraudes. Como sabem, quando fazem um amigo na Terra, como sabem que ele é uma boa pessoa? Vocês têm um bom sentimento em relação a ele. Queremos que usem a mesma percepção para os domínios não físicos. Sugerimos que, quando pensarem em trabalhar e brincar com alguma entidade que anda à procura de um ser humano para ajudá-lo a obter uma forma, mantenham os vossos próprios valores e sejam claros a respeito das coisas para as quais estão disponíveis. Reiterem os vossos valores com clareza sempre. Honrem o próprio corpo, honrem o corpo do parceiro e façam sexo apenas com amor - essa é uma chave.

A energia sexual dos vossos corpos é a vossa força vital. É a força do deus ou da deusa dentro de vocês. Ela contém o segredo dos segredos. É a força criativa. A maioria dos humanos usa a própria sexualidade de uma maneira que degenera mais do que regenera.

Há muito tempo, a Deusa encontrava-se tão harmonizada com as forças da natureza que criava ordens vibratórias as quais essas forças da natureza se alimentavam. Lembrem-se: todas estão engrenadas, nada está isolado e tudo está ligado a tudo. O que fazem aqui hoje, afecta todo o planeta. Vocês herdam o projecto original de cada pessoa com a quem tiveram sexo, de modo que têm não apenas o vosso próprio projecto, mas também de lidar o do outro. Quando o vosso corpo encontra-se com o corpo de outra pessoa, os vossos chakras são avivados e a vossa kundalini é tocada. Se a kundalini é tocada apenas nos dois chakras inferiores e não há uma infusão pelo corpo todo, vocês podem pendurar-se no campo áurico da outra pessoa e ela pendurar no vosso. É por isso que é muito importante ser selectivo em relação às pessoas com quem têm contacto sexual. Se forem fazê-lo, certifiquem-se que existe algum tipo de ligação e compromisso, e que vocês planeiam que as coisas dêem certo, porque neste dias, em cujo o tempo e energia estão acelerados, vocês podem assumir tudo da outra pessoa.


Aconselhamos a limparem-se de todos os apegos velhos que têm nos vossos corpos. Vejam os vossos corpos limpos, abençoados e libertos de toda a energia sexual de ligações anteriores mantidas nas vossas vidas. Parem de falar sobre o passado e de energizar parceiros antigos. Libertem-se disso. Ao ficar a falar de pessoas com as quais estiveram envolvidos anos atrás, vocês continuam a energizar as formas-pensamento dessas pessoas no vosso campo áurico, especialmente quando tiveram uma relação sexual com ela. Isso impede de experimentarem um novo agora. Esse estado é semelhante a uma possessão, na qual vocês atraem a energia dessas pessoas tal como um íman, mesmo que não tenham mais contacto com elas há vinte anos. Vocês andam em círculos na energias delas. E talvez nem elas sejam no presente mais aquilo que vocês pensam que elas foram no passado, contudo vocês continuam a recriar as vossas experiências com elas. Estes são tempos muito enganadores. Há vinte anos atrás as coisas eram nostálgicas, vocês andavam nas tardes de domingo a passear de carro com rádio ligado, bebendo coca-cola ou embebedando-se, indo à praia, andando por ai... A vida era apenas uma via-rápida, uma grande festa. As coisas mudaram. Vocês tinham então tempo livre para sonhar e fantasiar. Havia imenso espaço entre o tempo em que se pensava em alguma coisa e aquele em que finalmente isso acontecia. Levava éons para as pessoas conseguirem o que queriam manifestar. Agora nada é assim. Agora, sempre que pensam em alguma coisa, vocês chocam ao cruzarem-se com ela. Ela vem até vocês com essa rapidez. Sejam selectivos.

Tenham respeito por essa cápsula de tempo em que se encontram. Há um colapso de tempo e uma mudança na maneira pela qual cada pessoa enxergará a realidade. Quando vocês usam um lenço de papel, vocês pegam, assoam o nariz e deitam fora. As pessoas não são assim. O processo não é tão suave nem tão rápido. Sempre que vocês têm relações sexuais com outra pessoa, ficam ligados a ela. Quando os vossos corpos juntam-se, mesmo que seja por uma noite, há uma fusão nos vossos campos áuricos. Talvez vocês não tenham entendido isso até agora. O sexo é maravilhoso. É absolutamente uma das dádivas mais gloriosas que vocês têm como seres humanos, para descobrir a própria identidade. Porém, precisam aprender a usá-lo. Ninguém educou-os quanto às ramificações do elo energético proveniente da relação sexual.

Vocês podem querer realizar algumas cerimónias ou rituais com a intenção de livrar o vosso campo áurico da energia das pessoas. A fumigação é um bom ritual de limpeza do campo áurico. Todas as igrejas usam-o. Muitas instituições utilizam incenso ou fumo para limpar as energias. O fumo é multidimensional. Quando fazem fumigações, indica que estão a dar o passo para limpar, clarear e libertar a energia de modo que não hajam apegos. Vocês podem querer fumigar os vossos corpos e as vossas casas. Quando se desligam das pessoas, precisam investir energia neste processo, da mesma maneira que investiram para unir. Não podem realizar a rotina do lenço de papel e atirá-lo para longe. Precisa haver um final, como se faz isso? Vocês trabalham com a energia da pessoa ao nível etérico. Com amor, abençoam e libertam e pedem para que saia do vosso campo energético, agradecendo-lhe pelas lições que compartilharam.

É um coisa mais intensa fazer sexo hoje em dia, caso não tenham notado. E se não estão sexualmente activos, provavelmente é um estágio apropriado para o vosso desenvolvimento. Porém, se não fazem sexo há muito tempo, diríamos-lhes: "Do que se estão a esconder e, quais as crenças que têm a respeito de vocês mesmos que os faz creditar que não estão qualificados para ter sexo?"

A experiência do orgasmo envia energias de cura e rejuvenescimento para os vossos corpos. Muitas vezes pode causar uma libertação emocional intensa, e serem inundados de sentimentos. O sistema endócrino liberta todos os tipos de hormonas e substâncias químicas no vosso corpo. Algumas dessas substâncias têm a finalidade de serem disseminadas, enquanto outras devem ser mantidas. Quando são mantidas no corpo, este absorve-as e entra numa ordem superior. Vocês tornam-se mais autónomos, mais conhecedores. 


Quando a força vital é conscientemente direccionada para fora, sob a forma de sémen, este é utilizado para fecundar. Da mesma forma que vendeu-se às mulheres a ideia que não podem evitar a gravidez se não desejarem ter filhos, aos homens, vendeu-se a ideia de que o processo de ejaculação é a única maneira de terem o orgasmo. Este é um processo que pode ser retido, sendo os fluídos distribuídos pelo corpo. É uma forma superior de sexualidade que é praticada há eons no oriente. Se os homens ejacularem todas as vezes que atingem o orgasmo, perdem a força vital numa versão da realidade. Se você for homem, quando fizer sexo, pode aprender a reter o esperma e não ejacular. Há certas técnicas para ajudar a fazer isso. Pressionando o períneo, a pequena área entre o ânus e o escroto, a força vital dentro do corpo é retida e o orgasmo muda.

Os humanos foram enganados e levados a ter orgasmos genitais, que são experiências localizadas e não experiências de corpo inteiro, cósmicas. Se pensarem em quantos corpos possuem, perceberão que podem experimentar o orgasmo em todos esses corpos. Assim, conforme reconsideram e redefinem o que lhes dá prazer, começam a experimentar maneiras diferentes de receber prazer e saem da área genital. O esperma é uma força catalisadora da existência e todas as vezes que um homem liberta o esperma, está até certo ponto exaurindo o seu corpo. O ideal seria que o homem ejaculasse por escolha própria, quando houvesse necessidade de procriação ou o desejo dessa experiência.

Vocês receberam ideias que os mantêm num estado vibratório muito baixo, que os degenera em vez de regenerá-los. Primeiro, infiltrou-se em vocês que o sexo é mau. Depois, foram criadas instituições para perdoá-los por fazerem essas 'coisas ruins'. Vocês possuem essa dualidade a mover-se para a frente e para trás. Muitos homens e mulheres, especialmente no mundo ocidental, não compreendem quão profundamente estão imbuídos sobre a ideia de que o sexo é mau. Essa ideia infiltrou-se em todo o seu comportamento de modo que fazem sexo apressadamente, porque se estão a fazer algo ruim, então não querem ser apanhados.

Há um equilíbrio onde vocês encontram o lugar certo. Vocês não sentem culpa nem vergonha após o acto sexual. É por isso que dizemos que é essencial ter uma ligação profunda de amor com o parceiro. O amor que têm pelo parceiro impede, em geral, a ocorrência da culpa e da vergonha. Sem amor, há frequentemente muita culpa e vergonha, e o dano emocional poderá ser grande.

Há muitas coisas a explorar na área genital do homem e da mulher. Os orifícios que possuem com aberturas, têm diferentes marcas ou pontos de acupunctura que podem ser activados. Isso tem muito pouco a ver com a penetração genital. Uma coisa é explorar a própria sensualidade e ter as experiências orgásmicas que quiserem se sentirem-se bem e compreenderem a sexualidade de modo a saberem quem são. Outra coisa é sentir "tesão" (usando os vossos termos), fazer crescer todos esse desejo sexual, masturbar-se simplesmente para libertar a tensão e chegar ao clímax. O sexo é uma oferta sagrada do corpo, algo privado e sensual. Ele ajuda vocês a compreenderem essa força interior e trazer-lhes prazer.

Muitas pessoas actualmente estão a praticar o celibato porque percebem que tipo de actividade sexual em que estiveram anteriormente engajadas drenavam-lhe as energias. Talvez isso tenha ocorrido porque elas envolveram-se sexualmente sem amor com outras pessoas, sem compromisso, sem uma ligação espiritual que os unisse. Como já dissemos, os vossos corpos electromagnéticos e campos áuricos fundem-se. Há uma telepatia de um lado para o outro que ocorre no campo etérico: "Você possui-me e possuo-o a você."

Se vocês estiverem a experimentar períodos de celibato, isso é maravilhoso, porque o que estão a fazer é a reter a energia. Quando têm uma experiência sexual, os vossos chakras não estão totalmente integrados e é muito extenuante. Muito embora seja estimulante, a energia apenas trabalha com o primeiro e segundo chakras, que trabalham apenas as fitas número um e dois do vosso DNA. Quando vocês param de ter relações sexuais, podem ainda sentir-se sexuais. Vocês têm desejo, mas aprenderam a conter essa energia e deixá-la infiltrar-se por todo o corpo em vez de libertá-la através do sexo. Ao fundirem essa energia no próprio corpo, vocês valorizam mais esse corpo, porque a energia repentinamente mostra-lhes que valem mais e que podem fazer mais do que jamais pensavam que conseguiam.

O ideal não é evitar o sexo ou transcendê-lo. O ideal é reavaliar a própria essência daquilo que os vossos corpos físicos fazem, quando praticam sexo e experimentar estados orgásmicos. Está a começar a haver uma maior liberdade de movimento e experiências com a expressão sexual. Vocês lembram-se dos anos 60? Quem poderia esquecê-los?! As mulheres jogavam foras os sutiãs e os seios andavam na moda. Nos últimos quinze e trinta anos, as mulheres começaram a sentir-se mais à vontade, tomando banhos de sol nuas ou de topless. As pessoas exploraram-se sexualmente e as coisas de natureza sexual começaram a ser cultivadas e desenvolvidas. Nos últimos anos, houve um retrocesso, um temor da sexualidade. As pessoas estão a afastar-se da sexualidade: "Eu não compreendo essa força. Junto-se a alguém e o momento parece absolutamente excitante. É como se comesse todos sundaes que quisesse sem engordar. Mas depois não me sinto bem."

Intimidade, honestidade e compromisso são essenciais para as boas experiências sexuais. Vocês precisam de serem capazes de ser vulneráveis e abertos aos olhos um do outro; então a actividade sexual terá uma vibração mais elevada. Exactamente como houve grande experimentação, como resultado da energia que foi solta nos anos 60, haverá grande experimentação com a sexualidade nos anos 90 e, para a maioria, ela envolverá a exploração espiritual. 


Não há qualquer problema em praticar o celibato desde que isso não signifique que o sexo esteja fora. O celibato é bom quando significa que a experiência sexual está a ser tencionada e reconsiderada. Está sendo colocada de lado por um tempo, porque a sexualidade quando mal interpretada e, afastando-se dela, talvez possam ser observada. Se vocês já subiram a uma montanha, sabem qual a diferença entre estar numa montanha e não na planície. Isso é o que algumas pessoas fazem, estão a olhar para a montanha e não estão a sentir-se privadas de algo por não estarem na montanha. Estão a fazer uma reavaliação do que é a sexualidade, do que é o amor, quem são elas e quais os valores que estão estabelecendo para si mesmas.

A sexualidade é um dos aspectos mais íntimos de vocês. Contudo, a maioria das pessoas neste planeta fazem sexo sem qualquer intimidade. É uma função como abastecer combustível no carro: "Preciso de sexo, venha!". Homens e mulheres agem da mesma maneira. Nosso ponto de vista é que, a razão pela qual vocês foram desviados da vossa própria sexualidade foi que, se começassem a praticar sexo sem medo (/complexos, traumas), vocês descobririam que o sexo é um portal que acede a consciência superior. A própria força vital, que vocês podem usar para procriar, pode também ser usada como um passeio num tapete mágico para outros domínios da existência. Finalmente, as fitas do DNA serão lidas na íris do olho. Quando vocês fazem sexo com outra pessoa e olham nos olhos um do outro, lançam um ao outro para outras realidades. Vocês podem usar também a respiração e a imaginação para começar a gerar a energia. As energias são semelhantes à força que coloca as naves espaciais em órbita do planeta, a energia que faz subir os chamados veículos espaciais e que os faz viajar. A energia da expressão sexual pode libertá-los e fazê-los viajar.

O sexo é o evento final de algo especial e planeado. Precisa também ser muito espontâneo, mas a sua espontaneidade tem a sua própria abordagem e apreciação ritualista. O amor é o ingrediente que une os corpo, sejam ele masculino e feminino, ou feminino-feminino, ou ainda, masculino-masculino. O corpo foi projectado para o encontro do masculino com o feminino, é bastante óbvio o encontro das polaridades. É uma questão de biologia, embora digamos que não há nada de errado na união de pessoas de vibração semelhante. É isso que eles estão a trabalhar e a aprender sobre si mesmos, não se deve julgar. A experiência maior vem quando há amor, quando os olhos estão abertos e quando há compromisso. Então vocês podem começar a viajar.

A sexualidade assumirá um valor totalmente diferente e tornar-se-á uma das forças mais poderosas, à medida que as mudanças na Terra se tornam mais pronunciadas. Enquanto a sociedade em que vivem se desintegra, vocês vão querer reavaliar tudo. Desejarão estar próximos, estar comprometidos a ter um parceiro com quem possam contar. Conforme se tornam conscientes da extensão da vida e compreendem que tudo está a acelerar, finalmente vão experimentar grandes movimentos de rejuvenescimento. Os parceiros que vocês escolherem serão parceiros que vocês conhecem há dezenas de milhares de anos.

Na maioria dos casos, abrir-se para a intimidade será mais fácil para as mulheres do que para os homens, simplesmente porque elas lidam melhor com as emoções. Como humanos, vocês estão sempre à busca da vibração do êxtase, do amor e da conexão resultante da expressão emocional. Vocês não podem aceder a frequência sexual do êxtase e do amor sem sentimentos, pois a sexualidade é sentimento. 


Muitas pessoas encontram-se na busca desesperada dessa frequência e nem sequer sabem de facto o que andam à procura. No seu modo ingénuo, o único caminho que conhecem é a busca da expressão sexual. Se você for mulher, pode ajudar o seu parceiro, abrindo-se, aceitando-se a si mesma e o seu próprio corpo, e criando um padrão para si mesma sobre o tipo de homem para o qual está disponível.

Você atrairá esse tipo de homem, porque ele está disposto a prender e mudar. As vibrações masculinas em geral, estão muito confusas nestes tempos, sem saberem ao certo o que é a sua identidade. Os homens irão verificar que precisam atrair para si mesmos aquelas que irão integrá-los nessas mudanças.

Quando mais as mulheres estiverem estabilizadas no seu amor próprio, nos seus corpos e na sua vontade de saber o que desejam e quais as suas próprias intenções, mais fácil será para os homens. Muitas mulheres durante anos mantiveram a boca fechada e ficavam felizes simplesmente por terem um encontro nas noites de sábado. Elas não criavam nenhum padrão para os homens alcançarem. Com a activação da energia da Deusa e a compreensão da forma feminina completa, como ela foi projectada para ser, cria-se um novo padrão.

As mulheres precisam aprender a falar sobre os seus sentimentos e desejos para que seja criado um novo padrão de experiência. Então, será mais fácil para os homens abrirem os seus próprios centros de sentimentos e experimentarem as próprias emoções, levar a energia sexual através dos chakras e confortavelmente experimentarem uma intimidade maior do que jamais imaginaram ser possível.

Essas coisas levam tempo. As mulheres foram levadas a não falar por tanto tempo, assim como os homens a não sentir, que tais mudanças não ocorrerão da noite para o dia. Sejam pacientes uns com os outros. Tenham compaixão por todas as pessoas e por aquilo que estão a passar. Vocês têm muita coisa a compartilhar e a ensinar uns aos outros.

Um dos maiores tabus da sociedade em que vocês vivem tem sido o sexo oral. Já dissemos que a substância do poder da mulher é o sangue, enquanto a do homem é o esperma. O esperma transporta uma tremenda quantidade de dados, enquanto o sangue pode ser comparado a um elixir de cura, uma fonte de vida, ambos oferecem revitalização e rejuvenescimento. Quando compartilham essas substâncias numa relação de amor, compartilham de maneira suprema os próprios poderes secretos. É a suprema fusão das próprias identidades, de modo que possam lembrar-se quem são e porque se uniram nesta vida. À medida que as mulheres se tornam conscientes dos mistérios do sangue, muitas farão coisas extremamente criativas com o próprio sangue. Aprenderão que o sangue não é uma coisa horrível, fedorenta, feia e má, e que possui muitos mistérios. Irão brincar criativa e respeitosamente e sem qualquer vergonha com essa substância para verem o que podem fazer com ela. Isso também acontecerá em relação ao esperma. Quando vocês ingerem essas substâncias, criam uma profunda ligação. É como beber os segredos e a soma total dos indivíduos dos quais são provenientes.

Novamente afirmamos aqui que, sem o ingrediente do amor, vocês nunca alcançarão esse estado exaltado de realização. Quando vocês encontra-se no estado de amor e confiança, o compartilhar, a ingestão e o uso desses fluídos abrem os portais mais profundos da memória, da conexão e da intimidade. Vocês vão para além daquilo que é chamado segredo. Muitas pessoas são incapazes de sustentar esse estado por qualquer extensão de tempo. Elas aproximam-se dele e podem experimentá-lo, porém não são capazes de levar a termo a fase seguinte da intimidade que ultrapassa o físico.

A intimidade proveniente desse compartilhar é profunda. O que vocês experimentam e o que é revelado é muito profundo. É preciso amor e muita preparação para usar estas substâncias adequadamente. Mantenham a clareza da intenção enquanto fazem experiências com elas e irão abrir-se para novas vias nesse percurso. 

Sugerimos que os casais que praticam sexo tenham um objectivo em relação à própria actividade sexual. Isso não tira a espontaneidade do próprio acto. Não significa que têm de se organizar, estruturar e marcar hora, enfim todo o processo antes de se unirem. Conforme desenvolvem a intimidade, a actividade sexual não ocorre apenas quando as vossos hormonas estão a zumbir... A expressão sexual ocorre continuamente. Ao entrarem num mercado, vocês podem conversar sobre a própria sexualidade. Não têm de restringir essa experiência ao quarto ou quando estão a tomar uma bebida, ou dentro de certos limites de desempenho. Vocês vão ser impregnados com essa energia. É parte daquilo que irá treiná-los a respeito da própria divindade. É algo essencial.

Vocês não compreenderão o que é ser um deus ou uma deusa sem a experiência sexual, não completamente, porque são humanos e isso faz parte do projecto dos vossos corpos. Todas as criaturas deste planeta têm alguma espécie de expressão sexual, algum método para se excitarem e reproduzirem. Vocês não compreendem como duas moscas podem simplesmente tocar as antenas e excitarem-se mutuamente. As criaturas da Terra, plantas e animais, estimulam-se umas às outras e elevam-se a estados elevados de actividade sem se reproduzirem. Conservem esta imagem. É preciso que compreendam e não tenham medo da vossa própria sexualidade. Não deixem que a sua sexualidade fique de fora por temeram a força vital que possuem.

Conforme formam pares, haverá muito mais conversas livres e descobertas da sexualidade. Com o tempo, irão ver que isso será muito bom. Ninguém questionará o assim chamado ponto de vista moral, porque vocês nem mesmo se qualificarão para esse tipo de aula senão compreenderem o que ela versa. Versa sobre sexo espiritual. Há muitas coisas à espera na arena sexual.

Permaneçam abertos, avaliem a suas crenças actuais sobre a sexualidade e explorem os próprios limites. A sexualidade é um direito inato e a herança dos seres humanos. É a dádiva que receberam dos deuses.




Exercício energético:
1) Respire profundamente e relaxe. Imagine a Luz carregada de partículas enchendo os seus pulmões e penetrando no seu corpo.

2) Encontre o local onde você se ajusta na própria atenção e encontre a parte de si mesmo que observa quem você é.

3) Agora dirija a energia através da sua respiração e dos seu corpo até um nível subatómico. Preencha esse local de luz. Simultaneamente, sinta a energia ao seu redor, permanecendo muito quieto, sustentando os seus ideais.

4) Imagine os doze chakras abrindo-se em cores e luz, girando dentro e fora do seu corpo. Sinta a energia que flui entre os seus chakras e tenha a intenção de se abrir para os códigos, segredos e mistérios sexuais armazenados dentro do seu próprio Ser, através das qualidades transformadoras do ouro.

5) Ouça atentamente para discernir quaisquer sons com os quais o seu corpo ressoe. Siga esses sons e imagine-se deitado numa mesa de ouro puro.

6) Qualquer que seja a imagem que lhe venha à mente, sustente e olhe atentamente para a mesa. Sinta o corpo deitado sobre a mesa de ouro, absorvendo o calor do ouro. O ouro é um condutor de primeira.

7) Imagine a mesa de ouro a transmitir-lhe códigos, via impulsos eléctricos, para todas as células do seu corpo.

8) Você está em paz, deitado nessa mesa. Os seus Guias e Eu Superior estão à sua volta a supervisionar e observando-o.

9) Você está muito relaxado, num lugar dentro do seu corpo onde há espaço profundo. Nesse espaço, você sente a Luz do ouro e vê as pulsações da electricidade, conforme se move de um espaço muito iluminado dentro do seu corpo enquanto permanece deitado na mesa de ouro.

10) Os quatro cantos da mesa, de forma rectangular, agem como pontos de ancoragem através dos quais a energia entra. Mantenha-se nessa consciência subatómica e experimente a transferência de energia eléctrica num nível subatómico. É como se imensas partículas de Luz se movesse de um planeta para outro. São cargas eléctricas que se movem entre os átomos.

11) Você está aquecido e é estimulado por um som que o chama e embala. Você está fascinado por esse espaço dentro do seu corpo, como se estivesse a assistir a uma tempestade eléctrica num campo enorme. As luzes e flashs dessa energia eléctrica recarregam as menores partículas do seu corpo, que começam a tornar-se vivas e a lembrarem-se da sua própria identidade.

12) Veja-se a rodopiar alegremente por todo o seu corpo, encontrando os átomos que estão a acordar. Sinta o seu corpo a manifestar vontade, inteligência e desejo de trabalhar na cooperação seja qual for direcção que você escolher.

13) Sinta-se entusiasmado com essa descoberta enquanto se apresentam, interminavelmente novas possibilidades. Permita-se aprofundar no relaxamento e na confiança, rendendo-se a um processo que o reorganizará e lhe oferecerá um sentido e um propósito maior ao seu eu sexual, à sua sensual.

14) Afunde-se num travesseiro macio de memória, experimentando como o seu Ser é valioso, e reflectindo o seu valor e apreço pelos outros.

15) Neste momento de libertação, imagine algo que traga significado à sua vida e que será uma contribuição para o planeta, alcançando muitas pessoas. Sinta o estímulo eléctrico suave contínuo e, à noite quando dormir, sonhe que está deitado na mesa de ouro e viaje pelas as visões de valor sexual transformador.



Fonte: Excerto da obra Terra - Chaves Pleiadianas para a Biblioteca Viva, pp. 146-162 (http://mensageirosdoamanhecer.org/wp-content/uploads/2017/12/2-TERRA-Chaves-Pleiadianas-para-a-Biblioteca-Viva-Barbara-Marciniak.pdf)
Revisão: Rosa de Vénus (arosadevenus@gmail.com)