terça-feira, 10 de julho de 2018

Summer Sun: Fortalecendo o Relacionamento com o seu Eu Superior


Imagine que acorda a meio da noite - você verifica as horas e descobre que foi na mesma hora que você acordou ontem à noite... e na noite anterior... e na noite anterior, como nos filmes de terror. Durante o dia, toda vez que você se lembra de verificar o relógio, vê números duplos, até triplicados. Como se as sincronicidades do tempo não fossem suficientes, os números duplos e triplos continuam a chegar até si - junto com números quádruplos, do nada. Você vê-los nas matrículas dos carros que passam, quando recebe um número numa repartição administrativa do governo. Você vê-los no seu bilhete de avião ou num recibo. Você continua a perguntar-se o que é que está acontecer?

Então, você lembra-se de alguém do passado e a mesma pessoa liga-lhe passados cinco minutos.

Você lembra-se mais dos seus sonhos agora. Eles são mais reais. Você é capaz de entender que está num sonho e toma as decisões no seu sonho.

Você agora não sente vontade de conversar muito. Você quer sentar-se na natureza em silêncio.

Se uma ou mais dessas sincronicidades estão acontecer consigo, entenda que o  seu Eu Superior quer que você perceba que está na hora de você conectar-se. Isso significa que chegou a hora de você desprogramar-se e sair da matriz.

O que é o Eu Superior?


O seu Eu Superior é realmente o seu eu "verdadeiro". É o Eu Divino que está em total unidade com a Consciência Cósmica. É o que 'sabe tudo' de si. E, o nosso objectivo primário nestes corpos físicos, é remover os filtros colocados entre o nosso Eu Superior e o nosso ser físico, e trazer essa consciência para os nossos corpos físicos - para os nossos "eus inferiores". Os filtros são colocados no nosso eu inferior para nos impedir de nos conectarmos com o nosso Ser Superior. Esses filtros são implementados através do ego. E, infelizmente, os egos individuais são estendidos nos sistemas de crenças comuns, sistemas educacionais e construções culturais nas nossas vidas diárias. Esses conceitos apoiam o ego ao permitir que sejamos mais críticos em relação aos outros, que aderem a esses sistemas de crença e construções culturais comuns, além de nos obrigar a seguir essas regras sem pensar ou sentir a respeito delas.

Se você encontra alguns desses sinais mencionados acima, o que é que você deve fazer?

A resposta é: trabalhar na conexão com o seu Eu Superior. Nesse processo, você passará por um processo alquímico. Não, você não vai aprender como fazer ouro a partir de metais, mas aprenderá a purificar o seu corpo, coração e mente - e, trazer o seu Ser para o estado “dourado”, que podemos traduzir como o estado de “trazer o nosso Eu Superior para dentro do nosso corpo físico".

Eu dou-lhe outro nome. Eu chamo a este processo o "retorno à inocência". Porquê inocência?
Porque uma vez que você passa por essas etapas e toma a sua decisão de conectar-se completamente com o seu Eu Superior, a Alquimia Espiritual começa, e você encontra-se num estado de inocência total. Nesse ponto, você sabe que não precisa mentir, não precisa fazer coisas de que não gosta. Os seus olhos e as suas palavras dizem a mesma coisa. O seu coração parece certo o tempo todo. Você não sente medo. Você sente que está em completo alinhamento com a verdade e a vida torna-se fácil. Como uma criança. Veja como as crianças são inocentes. Elas não mentem e não escondem os seus verdadeiros sentimentos. Pela mesma razão, este processo também é chamado de “trazer a criança interior”.

Aqui estão algumas razões pelas quais é benéfico conectar-se com o seu Eu Superior:

• Você liberará os seus medos, as suas preocupações, ressentimentos, culpa, raiva, ódio, vergonha e todas as outras emoções negativas ao longo do caminho.

• Você liberará todos os traumas do passado, pois você os aceitará como experiências valiosas que serviram-lhe.

• Você aprenderá a destacar-se das situações que não lhe servem.

• Você aprenderá a perdoar-se a si mesmo e aos outros.

• Você vai sentir mais amor e compaixão por todos.

• Você sentirá felicidade e aprenderá a manter-se nesse estado.

• Você entenderá que tudo acontece ao seu redor por uma razão divina, e você começará a ler as razões por trás de tudo. As pessoas que te julgam não te incomodarão. Em vez disso, você verá tudo como parte do processo em que está aprendendo e sentirá gratidão.

• Você começará a aceitar-se como o Criador da sua realidade e será cada vez mais cuidadoso com o que pensa e fala.

• Você também se sentirá muito mais poderoso - que você pode criar todas as coisas bonitas para si e para a Terra.

No meu processo de criar uma conexão melhor com o meu Eu Superior, deparei-me fazendo muitas coisas para fortalecer a minha conexão. Embora eu tenha feito a maioria delas intuitivamente, recebi muitos bons conselhos de muitas pessoas que conseguiram essa conexão antes de mim. Como sou boa a identificar padrões, os Pleiadianos pediram que eu escrevesse sobre essas etapas de forma resumida como parte da minha missão.

Limpando o corpo físico:
Tornar-se vegetariano é o requisito mais importante neste processo. Qualquer substância que altere a consciência não é recomendada. Eu também consideraria o açúcar como algo que é viciante e que deveria ser reduzido ao mínimo. É melhor comer alimentos orgânicos e crus. Conforme o tempo passa, você pode até perceber que o glúten não é bom para o seu corpo. Dada a facilidade de acesso aos alimentos não saudáveis, é muito mais difícil comer de forma saudável. Pessoalmente, acho que muitas vezes penso que, as estruturas dos media e de restauração, foram projectadas como outra estrutura de controle para nos manterem em baixa vibração no que toca à alimentação. Eventualmente, outras técnicas de limpeza podem ser aplicadas para descalcificar a glândula pineal para activar o terceiro olho.

Melhorar a saúde física:
Isso inclui actividade física para gerar endorfinas para trazer felicidade ao corpo. Isso pode ser feito com ioga, corrida, caminhada (especialmente na natureza) e com qualquer actividade que ajude o seu corpo a produzir mais endorfinas. É importante notar aqui que, qualquer medicação que o ajude a produzir estas hormonas artificialmente deve ser evitada se possível.

Conexão com a Terra:
Isso pode ser feito ao andar descalço, nadar no oceano, trabalhar no quintal, sentado no chão e encostado a uma árvore. Imaginando uma cadeia de conexão saindo do topo da sua cabeça para todas as árvores. Observando o céu, contemplando o sol (o que requer um aumento gradual da exposição diária, o que, também, deve ser feito a certas horas do dia), e visualizando, voar como um pássaro. Imaginar que toda esta beleza está lá para celebrar a sua existência.

Limpeza dos corpos superiores: Este processo é o mais desafiador. É difícil imaginar que tenhamos outros corpos - astral, etérico, emocional, mental etc. Quando morremos, nos separamos do nosso corpo físico e vamos para os nossos corpos astrais. Quando dormimos, permanecemos conectados ao corpo físico, mas viajamos e criamos as nossas realidades no plano astral. Se você ainda não assistiu, "Dr. Estranho” é um bom filme que introduz estes conceitos.
A primeira coisa a fazer aqui, que todos nos dizem é começar a meditar. Aqui, dizem-nos para limpar os nossos chakras (os sistemas de vórtice de energia nos nossos corpos) e elevar a nossa kundalini. Se você pesquisar estes conceitos online, encontrará muitos conteúdos sobre elas. Desta forma, espera-se que comece a fazer viagens astrais e veja as mensagens que o nosso Eu Superior nos envia, que contém muitas alegorias. Claro, isso também requer um "terceiro olho" activo e funcional (glândula pineal). Ter uma técnica de respiração eficaz é o requisito mais crucial neste processo. Você também pode encontrar algumas técnicas de visualização eficazes que envolvem trazer Pilares de Luz do céu para o seu corpo, depois, de chakra em chakra, para a Terra, e trazê-lo para o chakra da Estrela da Alma, e trazê-lo de volta para o corpo. É sempre uma boa ideia nos ancorarmos antes de qualquer meditação ou visualização, permitindo que a Luz passe primeiro para a Terra. Essas técnicas ajudam a activar a kundalini e criam uma conexão melhor.

Enquanto trabalhamos com meditação e elevamos a kundalini, também é importante entender que carregamos muito trauma e bloqueios nesses corpos superiores. As coisas que vivemos em todas as nossas vidas deixaram cicatrizes emocionais que ainda existem nesses corpos. Periodicamente, esses bloqueios voltam à nossa mente consciente para que finalmente os reconheçamos e os curemos definitivamente. É por essa razão que certas coisas/eventos continuam acontecendo connosco. À medida que curamos essas questões passadas, seja por nos retirarmos desse padrão por nossa escolha ou apenas por identificarmos a causa-raiz, libertamos os bloqueios e esse processo traduz-se como a cura dentro dos corpos superiores, indo em cascata até obter efeitos no corpo físico. O efeito directo é visto ao tornar-se numa pessoa mais feliz. Quando começamos a ver esses padrões na nossa vida quotidiana, a nossa conexão com o Eu Superior aumenta e tornamos-nos na criança que está à espera de abrir o próximo presente de aniversário do próximo ano. Porque começamos a entender que podemos moldar a nossa própria realidade com cada experiência, começamos a viver num estado de bem-aventurança.

Vou adicionar uma observação pessoal mais avançada aqui. Uma vez que curamos um trauma passado, que foi vivido no passado, ao libertarmos o nosso apego a esse evento e perdoando todos os envolvidos, a energia libertada cria ondas no tempo e alcança esse momento, iniciando um processo de cura para todos os seres envolvidos nesse evento. Dizem que o tempo é ilusão. Eu digo que o tempo está num estado líquido e vivemo-lo no agora, assumindo a responsabilidade e entendendo o que escolhemos experimentar afecta o nosso passado e futuro pela qualidade da nossa reacção/resposta. Este é o efeito borboleta criado por si. Consegue ver a conexão? Quando você vê o conceito de tempo sob esta perspectiva, percebe que não precisa de se preocupar com nada, porque qualquer erro cometido pode ser corrigido e curado. Às vezes, leva várias vidas, como se você cometesse um grande erro, tal como ferir um ser vivo. Mas a maioria, os outros tipos, você terá outras chances nesta vida para consertá-los. Portanto, não desista de viver para se tornar uma pessoa melhor. Além disso, entenda que somos responsáveis ​​por cada acção que criamos. Portanto, devemos escolher falar com sabedoria e ter o cuidado com o que criamos. Você notou que estou falando sobre criação? Sim, somos Criadores. Nós somos Deuses. Nós devemos ser muito responsáveis.

Desconecte-se do ego - não o mate: não acho que podemos "matar" o ego, mas acho que podemos aprender a nos separarmos do nosso ego. Eu costumo ouvir como me sinto empregando a técnica do coração. Porque o ego é algo da mente. É criado e controlado pela mente. Eu pergunto-me antes de fazer qualquer declaração, como eu sentiria no coração essa declaração. Se parece certo, noto uma leveza no peito. Se sinto uma sensação pesada, não digo nada, procuro outra opção e verifico-a novamente com o coração.

Desprogramando o Sistemas de Crenças: Até chegar a este estágio, você terá muitas realizações. Esta é a mais difícil de quebrar. Pode ser uma crença do seu ambiente social, religião, sistema educacional, qualquer coisa. A verdade é que não precisamos acreditar em nada. O nosso objectivo final é olhar para uma situação/objecto de todos os ângulos, e entender que existem muitas perspectivas para todos. Eu até sinto que devemos livrar-nos da palavra “acreditar”.

O método mais eficaz para nos desprogramarmos de um sistema de crenças é pensar em conceitos opostos. Este é o método mais poderoso que identifiquei. Como quando a sua estrutura social diz-lhe para entrar com o seu pé direito primeiro e você continua a fazer isso dessa forma, continua dizendo a si mesmo “Não é bom colocar o pé esquerdo primeiro”, então altere “é bom colocar o pé da esquerda primeiro”. Você acabará por perceber que, em algum momento, você não se importará qual o pé que colocou primeiro. Pense como esta pequena experiência pode ser aplicada a qualquer sistema de crenças.

Não quero aborrecê-los com um artigo tão longo. Guardei a melhor parte para o final:

Se você quiser obter algumas respostas sobre a sua vida, você não precisa ir para adivinhos ou médiuns. Você pode obter as suas próprias respostas. Vou mencionar algumas técnicas abaixo.

Leitura do pêndulo: Pegue num pêndulo e aprenda a usá-lo. Enquanto você faz as suas perguntas e durante a obtenção dos momentos de resposta, observe o seu corpo e tente identificar os seus músculos e os sentimentos no seu corpo. Depois de fazer isso com mais perguntas controladas, você saberá as suas respostas sem ter de usar um pêndulo.

Radiestesia corporal:
Esta técnica é muito semelhante à leitura do pêndulo, mas envolve a compreensão do que seu corpo é quem lhe responde quando você faz as perguntas. Há novamente muitas opções online sobre este método.

Perguntando directamente ao Eu Superior: Quando você faz uma pergunta a si mesmo, aparecem-lhe várias respostas na mente. Algumas dessas respostas são geradas pelo ego. O que você pode fazer é aprender como reconhecer a resposta que não é filtrada pelo ego. Para isso, você pode usar o método como o seu corpo se sente. Porque a resposta que vem do Eu Superior vem sem esforço. Você também deve reconhecer a resposta verdadeira à medida que obtém mais experiência usando as técnicas de radiestesia e do pêndulo, através dos músculos e do estado de sensação do seu corpo. Mas, como sempre, segure-se antes de fazer perguntas e use técnicas de respiração lenta para trazer mais consciência aos corpos superiores antes de iniciar as perguntas.

Antes de tomar qualquer acção em qualquer coisa na sua vida diária, tente perguntar ao seu Eu Superior - “Devo fazer isso?”.

Isso ajudá-lo-á a fortalecer a sua conexão com o seu Eu Superior e trará qualidade e felicidade à sua vida.

Que estas orientações o ajudem a encontrar a sua estrela Polar…

Tradução: Rosa de Vénus (arosadevenus@gmail.com)